Etiquetas

, , ,

Querida filha,

É com o coração pesado que escrevo-te esta carta. Muito em breve já não poderei estar mais ao teu lado. Não consigo impedi-los. Estão a cercar-me, ninguém dá-me ouvidos, a verdade cai em orelhas moucas e muitos acreditam que estou louca. Serei obrigada a esconder esta carta de toda a gente. Até de ti, meu amor. Só daqui a alguns anos é que compreenderás o que aqui escrevo. És tão novinha com 10 anos de vida… E tão parecida comigo, nesta tenra idade, ao ponto de estar convencida que és como eu: uma telepata.

Não sei se alguém te vai contar… Desde os meus 13 anos que consigo ler os pensamentos das outras pessoas. É uma dádiva e uma maldição. Terás dificuldade em ser imparcial dos pensamentos alheios, mas serás capaz de auxiliar alguém ao captares os seus pedidos de ajuda silenciosos. Levarás tempo até conseguires abstrair-te dos pensamentos de uma multidão, mas poderás surpreender alguém importante e criar boa impressão. Será difícil lidar com as pequenas mentiras do dia-a-dia de quem te é próximo, mas saberás quando alguém tiver intenções de te roubar. Foi assim que soube que uma enorme tragédia estava prestes a acontecer. Mas, filha, eles descobriram do que eu era capaz e tornaram-me num alvo a bater.

A meditação é o único método que te ajudará a distanciares do barulho mental e descansar; o único conselho prático que posso dar-te agora. Tantas vezes sonhei com os dias em que ensinar-te-ia tudo o que sei e impediria que fosses marginalizada, como eu fui. E agora o nosso tempo juntas vai ser encurtado… Oh, minha querida, como te amo! És uma jóia de criança, sempre sorridente, sempre a alma da festa. Nunca deixes ninguém dizer-te como ou quem deves ser. Sê tu mesma, sempre.

Anúncios