Etiquetas

,

O menino saiu disparado do quarto com as notas da campainha ainda a ecoar pela vivenda. A mãe já abria a porta e desceu as escadas a correr com a mãozinha sobre o corrimão. Estacou, ligeiramente atrás da mãe no corredor da entrada, ao ver uma mulher de cabelo grisalho e curvada sobre uma bengala. Observou-a. Os seus olhos, tão azuis e tão vivos, rememoraram-no de memórias proibidas. Esperançosa, a estranha perguntou, “É ele?”

Microconto inspirado pelo tema diário Hopeful do website The Daily Post.

Anúncios